Este site não pertence e não é administrado pela Igreja Cristã Maranata - ICM. A penas disponibilizamos links para acesso aos Sites Oficiais da ICM.

       
                 
       
                 
             

 

JESUS - DEUS FORTE

Translate this Page
Pesquisa
De qual igreja você faz parte?
Igreja Cristã Maranata
Outras Evangélicas
Católica
Sem Denominação
Ver Resultados

ONLINE
3

 

 

Acesse nosso Canal no


 

 


JESUS - DEUS FORTE

Texto: Isaías 9:6 ("Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz")

Tema: Deus forte

 

Introdução :

Quando o profeta Isaías neste texto se refere a este menino que haveria de nascer ele estabelece um contraponto diante dos conceitos humanos. Porque aquilo que o homem vê em uma criança é a fragilidade, a necessidade de cuidados, a limitação, etc. Mas Isaías diz: e se chamará o seu nome Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, ou seja, atributos que aos olhos humanos não poderiam pertencer a uma criança.

 

Desenvolvimento: Este menino fala do Senhor Jesus. E Isaías profetizou a respeito de Jesus, quase  700 anos do seu nascimento.

 

... um menino nos nasceu ... Jesus iria nascer 700 anos depois, mas Isaías fala de algo que já havia acontecido, porque Jesus estava presente antes da fundação do mundo (... o cordeiro que foi morto antes da fundação do mundo)

...um filho se nos deu .... Deus enviou seu único Filho para trazer a salvação ao homem

 

Jesus é aquele que estabelece um contraponto diante da ótica do homem. Veio como homem, nascido de mulher, concebido pelo Espirito Santo, sofreu (... homem de dores, experimentado nos trabalhos..), mas dentre todos os atributos que o profeta fala a seu respeito, ele é o Deus Forte. Era a manifestação da poder de Deus que estava sobre a sua vida.

 

Conclusão

Jesus é o Deus forte porque:

 

  • Ele é o Filho de Deus e sobre os seus ombros foi depositado um principado (“... o principado está sobre os seus ombros”). Este principado fala do projeto eterno de Deus para a salvação do homem. Sobre os seus ombros estava confiado o reino que ele havia de entregar ao homem.
  • Mesmo sendo Deus, não usurpou ser igual a Deus. Cumpriu todo o seu ministério, levando sobre si as nossas dores, aflições e sofrimentos.
  • Na cruz do calvário ele venceu a morte por amor às nossas vidas.